A utilização em excesso da goma xantana faz mal?

A utilização em excesso da goma xantana faz mal?

A goma xantana é um aditivo alimentar amplamente utilizado pela indústria de alimentos. Ela serve como espessante, emulsificante e é feita à base de água e glicose de milho, trazendo consistência uniforme aos alimentos. Porém, ainda existem muitas dúvidas a respeito de seu uso, e uma delas é se sua utilização em excesso faz mal.

Pensando nisso, este artigo foi desenvolvido, a fim de explicar com clareza o que é este aditivo, e se, de fato, a goma xantana faz mal à saúde e, em contrapartida, quais são os benefícios do seu uso moderado nos alimentos.

O que é goma xantana?

A goma xantana foi descoberta no ano de 1950 nos Estados Unidos pelo americano Allen James, e desde então seu uso foi se tornando muito popular em várias partes do mundo. Hoje em dia a presença do aditivo é muito comum em molhos, sorvetes, coberturas, e até em massas como bolos e pães.

A goma xantana é um aditivo alimentar natural, obtido através da fermentação de uma bactéria, portanto, um polissacarídeo extracelular. O aditivo é solúvel em água, em variadas temperaturas, e seu principal objetivo é dar viscosidade e homogeneidade aos alimentos, por isso a indústria alimentícia a utiliza como estabilizante e, em alguns casos, como emulsificante. No Brasil, o aditivo é feito a partir da glicose do milho.

Goma Xantana 200 Mesh - 125g
Goma Xantana 200 Mesh – 125g

Goma xantana faz mal à saúde?

Existem muitas dúvidas a respeito da utilização da goma xantana ser benéfica, e até que ponto ela é de fato. O aditivo, porém, possui aprovação para o uso na indústria alimentícia como um aditivo seguro em lugares como Estados Unidos, Canadá e outros países da Europa e do mundo.

Vale ressaltar, que o aditivo não é indicado para uso caseiro, e, por se tratar de um produto utilizado na indústria, os alimentos cuja presença da goma xantana é comprovada, são considerados alimentos processados.

LEIA TAMBÉM:  Lecitina em Pó: o adjuvante que está revolucionando a eficácia dos defensivos agrícolas

É importante também destacar o fato de a goma xantana ser feita da glicose do milho, e pode conter trigo e soja, oferece riscos às pessoas que sejam intolerantes ou alérgicas a tais alimentos.

A goma xantana, ainda, possui efeito laxativo, portanto, seu uso em excesso pode causar dores abdominais e desconforto intestinal.

A goma xantana é considerada low carb?

A goma xantana pode ser considerada low carb devido à ausência do glúten, substância presente em alimentos feitos à base de trigo. Portanto, é uma escolha comum entre pessoas que não ingerem a substância por escolha ou por intolerância.

O aditivo não é digerido pelo organismo humano, como outras substâncias, por isso funciona com uma espécie de redutor calórico quando adicionado aos alimentos. Uma característica muito positiva da goma xantana, também, é que ela desempenha o papel semelhante ao glúten, de espessante em massas de pães e bolos, mas sem os efeitos adversos que o glúten possui.

Qual a quantidade recomendada para a utilização da goma xantana?

A quantidade recomendada de ingestão da goma xantana é de 15 gramas por dia, para evitar possíveis reações adversas. A goma xantana faz mal se consumida além da dose recomendada, e pode causar gases, vômito e distensão abdominal, e, em pessoas com estômago sensível, essas reações podem acontecer mesmo quando a substância for consumida em menor quantidade do que a recomendada.

Benefícios da goma xantana

Ao passo em que a goma xantana faz mal para grupos específicos, ela traz muitos benefícios se consumida de forma moderada. A goma xantana é um excelente espessante solúvel em água, é ideal para acompanhar farinhas que não contenham glúten, contribuindo com a textura de pães e massas, ajuda a reduzir o valor calórico por não ser digerida pelo organismo, e pode ser um ingrediente fundamental no preparo de sopas, molhos, caldos, iogurtes, pudins, etc.

LEIA TAMBÉM:  Tartrazina: O que é? Polêmicas sobre o ingrediente

A goma xantana também atua poderosamente no combate à prisão de ventre, pois possui uma excelente quantidade de fibras, portanto melhora o trato intestinal, além de ajudar a combater a diabetes, pois diminui o nível de açúcar e colesterol ruim no sangue.

Pessoas com doença celíaca também fazem o uso diário da goma xantana, pois precisam eliminar completamente alimentos que contenham glúten, trigo ou cevada, e alimentos como pães que não contenham o glúten costumam ter aspecto enrijecido, seco e quebradiço. E a goma xantana atua como um excelente substituto, devolvendo homogeneidade e espessura a esses preparos, possibilitando o consumo de pessoas intolerantes ao glúten.

A goma xantana como auxiliar no tratamento de síndrome de Sjögren

A goma xantana é um aditivo poderoso no tratamento contra a síndrome de Sjögren, um distúrbio que afeta o sistema imunológico e causa ressecamento dos olhos e da boca de forma frequente. Ela afeta, principalmente, o sistema imunológico e causa grande desconforto nas pessoas por ela acometidas. A goma xantana, neste caso, atua como um complemento alimentar eficaz, pois estimula a produção de saliva e diminui a sensação de ressecamento constante.

Como diluir a goma xantana

A goma xantana pode ser diluída tanto em água quente, como fria, quando o objetivo é trazer homogeneidade aos preparos, ou pode ser misturada aos ingredientes secos da receita.

Os cuidados ao utilizar a goma xantana na preparação de alimentos

É importante atentar-se à quantidade de goma xantana adicionada aos preparos, pois a utilização em excesso da goma xantana faz mal e pode prejudicar o resultado final dos alimentos.

Informações gerais sobre a goma xantana

A goma xantana é mais comumente utilizada pela indústria de alimentos, mas algumas pessoas acabam comprando para utilização caseira. A recomendação do uso é a mesma para ambos os casos, o uso moderado em pequenas proporções.

LEIA TAMBÉM:  O que é goma xantana e como usar na produção de alimentos

Essas são as principais informações sobre o aditivo alimentar, a resposta à dúvida se a goma xantana faz mal, a forma correta de utilização e quais as doses recomendadas. É extremamente importante sempre informar a presença da goma xantana na lista dos ingredientes dos alimentos, a fim de informar os consumidores e evitar o consumo por parte dos que possuem intolerância à substância.

2 comentários sobre “A utilização em excesso da goma xantana faz mal?

  1. Estou fabricando cachaça com banana caramelizada e cachaça com coco. Pergunto: a goma xantana ins 415, pode ser usada na fabricação do produto, em que proporção e também é usada como conservante? Se utilizado como conservante, como devo determinar o prazo de validade? Obs. comprei uma garrafa do licor fino de coco na estrada que vai São Bento do Sul, mas como moro do Rio de Janeiro, resolvi fabricar para uma pastelaria da família. Agradeço a ajuda.

    1. Olá, Oacyr. Tudo bem? A goma xantana é um espessante e, dependendo do produto, pode atuar também como estabilizante. Mas ela não é um conservante. Para conservar, você pode usar o Conservante AV. Veja no link: https://bit.ly/48TTukU

      Sobre quantidades: Sempre recomendamos que você pesquise no site da Anvisa sobre a quantidade adequada para os produtos que irá produzir. Anvisa: https://app.powerbi.com/view?r=eyJrIjoiZmQ2ZDBjNTItMDFmMi00MmM5LWE4Y2QtMzBhOGZlYTU4OGUzIiwidCI6ImI2N2FmMjNmLWMzZjMtNGQzNS04MGM3LWI3MDg1ZjVlZGQ4MSJ9&pageName=ReportSection08a3239a66872bb5b7a9

      Sobre validade: A vida útil de produtos depende de vários fatores. Como por exemplo: matéria prima, manipulação, manipulador, processamento, armazenamento, embalagem, transporte, entre outros fatores. O mais correto seria testar e comparar os prazos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *