O que é páprica doce? Entenda os benefícios na produção de alimentos

O que é páprica doce? Entenda os benefícios na produção de alimentos

Nos dias atuais, por conta da alta da globalização e também do melhor acesso aos produtos e ingredientes alimentares, o uso da páprica doce se tornou muito mais comum em todo o mundo pelas indústrias de alimentos. Mas será que as indústrias de alimentos sabem o que é páprica doce? Do que ela é composta e onde ela pode ser usada?

A páprica doce é uma especiaria que era muito valiosa na época das grandes navegações europeias. Na atualidade ela é facilmente encontrada e utilizada em grande escala, sendo um dos condimentos que mais é utilizado em todo o mundo.

Essa especiaria é um pó vermelho produzido a partir de alguns frutos secos e avermelhados, provenientes das pimentas e pimentões da planta Capsicum annuum. A páprica doce é muito comum de ser utilizada nas cozinhas da Hungria e também da Espanha, mas a sua verdadeira origem advém do continente americano.

O que é páprica doce e onde usar?

A páprica doce é uma famosa especiaria que é produzida através de pimentas e pimentões  normais secos moídos. Os tipos de pápricas mais conhecidos são dois: a opção de páprica picante e a opção de páprica doce. 

A diferença entre os tipos de páprica está na variedade do pimentão que é escolhido para a fabricação da mesma.  

De uma maneira geral, a páprica mais clarinha é produzida em cima dos pimentões sem sementes, que trazem mais ardor e um sabor picante para a páprica picante. Já a páprica escura normalmente é a doce, que costuma ser produzida com as sementes do pimentão, amenizando a sensação de ardor e proporcionando um sabor muito mais leve para a páprica doce. 

A páprica mais adocicada não contém também o elemento da capsaicina, que é o elemento que fornece o sabor mais picante para a páprica picante. Ela pode ser utilizada na coloração e tempero de queijos e também na preparação de salsichas e linguiças pela indústria de alimentos, ajudando a proporcionar o sabor típico desses alimentos e também a sua coloração.

Em suma, a páprica doce é um poderoso corante que auxilia os produtores de alimentos a proporcionar mais sabor e cor em suas preparações.

Como é feita a páprica doce?

A páprica doce é feita através da moagem dos pimentões desidratados, em um momento que os mesmos estejam perfeitamente maduros. 

Essa maturação do pimentão depende exclusivamente da região de plantio das sementes do mesmo, e pode demorar até mesmo seis meses para estar no ponto correto da colheita para a moagem. 

Quando os pimentões estão devidamente maduros e são colhidos, eles ficam dispostos para secar (normalmente nas casas de secagem que são criadas exclusivamente para esse fim) ou mesmo no sol, até que os pimentões estejam bem secos.  

Quando ficam nas casas de secagem, os pimentões podem até mesmo passar por um processo de defumação, onde são secos junto a uma fumaça de madeira de carvalho.  

Esses pimentões são alocados em suportes que permanecem em cima do fogo, tendo o seu processo durante mais ou menos, umas duas semanas até estarem totalmente secos. 

Depois desse processo, todos os talos e núcleos do pimentão são retirados, e eles são levados diretamente para o processo da moagem. 

O processo de moagem é iniciado com a ajuda dos moinhos elétricos, que começam a moer os pimentões, os transformando em pó. Após o processo de moagem ser finalizado, o pó da páprica doce é embalado e enviado para o destino final. Se todos os cuidados de armazenamento da páprica forem devidamente tomados, ela pode durar por até 2 anos guardada em sua embalagem.

O que substitui a páprica doce?

Agora que já vimos com mais detalhes o que é páprica doce, veremos abaixo quais temperos podem substituí-la.

A páprica doce pode ser substituída por: Pimenta Caiena em Pó, Flocos de Pimenta Vermelha, Pimenta em Pó, Suco de Tomate, Pimenta em Alepo, Pimentão da Vera Picante e Chipotle Powder.

Benefícios da páprica doce na produção de alimentos

Além de ser uma ótima opção para acentuar o sabor do alimento, a páprica doce conta com diversos benefícios na produção dos alimentos e até para a saúde. 

Para se destacar na indústria alimentícia os fabricantes precisam escolher bem os ingredientes pensando na nutrição dos consumidores. Isso acontece porque as pessoas não se preocupam apenas com o sabor do alimento, mas também com os valores energéticos e nutricionais presentes em cada refeição.

A páprica doce pode potencializar os valores nutricionais dos alimentos, tendo em vista que esse condimento contém grandes quantidades de minerais e vitaminas que contribuem para a saúde física dos consumidores. Graças a grande quantidade de minerais e vitaminas, a páprica é capaz de potencializar a absorção de nutrientes no corpo dos consumidores, e isso contribui para o combate de doenças e para a manutenção do bem-estar dos indivíduos.

Além disso, alguns estudos apontam que a páprica doce auxilia o processo de assimilação da glicose no organismo humano, reduzindo consideravelmente as concentrações de açúcar no organismo. Vale destacar que por conta dessa característica, a páprica se mostra eficaz em combater inflamações  e contribui também para a saciedade e bem-estar.

Considerações finais sobre a páprica doce

Diante do exposto, fica claro que este condimento agrupa um conjunto de vantagens que justificam a sua aplicação na indústria alimentícia. O uso da páprica doce pode resultar no preparo de pratos saborosos e saudáveis, o que aumenta significativamente a satisfação dos consumidores desse produto.

É evidente que para fazer bom uso deste condimento não basta apenas saber o que é páprica doce. Uma boa aplicação da páprica na indústria alimentícia depende do uso equilibrado do condimento somado a combinação do produto com outros ingredientes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.