Pectina Cítrica: como usar essa fibra solúvel nas receitas

Pectina Cítrica: como usar essa fibra solúvel nas receitas

Para quem ainda não sabe o que é a pectina cítrica, a palavra pectina traduzida do grego significa “algo gelatinizado”. A pectina cítrica é uma fibra solúvel que pode ser encontrada, de forma natural, em frutas e verduras, como a beterraba, maçã e frutas cítricas.

Essa fibra funciona, na alimentação humana, como um laxante natural, uma vez que ela melhora o fluxo intestinal e aumenta o bolo fecal. A indústria alimentícia comercializa principalmente a pectina cítrica na forma líquida, mas para o uso doméstico existe também a versão da pectina cítrica em pó. Essa é uma opção bem mais prática e barata de se obter a pectina e usufruir dos seus benefícios.

Abaixo você vai entender mais sobre as fibras na alimentação, sobre a pectina cítrica, como usá-la na sua alimentação e quais são seus benefícios.

 

O que é a Pectina Cítrica?

Como já dito, a Pectina Cítrica é uma fibra solúvel produzida a partir da casca de frutas cítricas, legumes e tubérculos.

Quando aquecida em contato com o açúcar (inclusive com o açúcar naturalmente encontrado nas frutas, a frutose) e um ácido (normalmente suco de limão), a pectina forma um gel viscoso, que tem a propriedade de espessar, proporcionando a textura ideal, fazendo com que os alimentos sejam mais cremosos.

A pectina cítrica é usada na produção de:

 

Importância da fibra na alimentação e fabricação dos produtos

As fibras são ingredientes fundamentais para o bom funcionamento do sistema digestivo. Elas estão presentes nos vegetais, grãos e cereais e são a parte não digerida pelo nosso organismo. As fibras também servem de sustento para as bactérias do intestino, gerando alimento para as células intestinais.

LEIA TAMBÉM:  Como armazenar molhos e recheios salgados sem perder a qualidade

A recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é de que um adulto saudável consuma, diariamente, uma média de 25g a 30g de fibras. No Brasil, de acordo com a última pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas, o IBGE, a média do consumo de fibras é de 15,6 gramas.

 

As fibras e a saúde

O consumo de fibras ajuda na prevenção de várias doenças como câncer, colesterol, diabetes e ainda ajudam a controlar o peso. As fibras diminuem a absorção do colesterol, de gorduras e de açúcares, e provocam uma sensação de saciedade, já que elas permanecem no estômago junto com os outros nutrientes por mais tempo. Com isso, a pessoa que tem uma alimentação rica em fibra demora a sentir fome e reduz o consumo de mais calorias.

As fibras também têm o poder de regular o trânsito intestinal quando há uma ingestão suficiente de água.

 

Tipos de fibras

Existem as fibras solúveis e as insolúveis.

As fibras solúveis auxiliam no tratamento de diarreias porque elas regulam o trânsito intestinal. Elas também protegem a mucosa do intestino fortalecendo as bactérias benéficas, o que ajuda a proteger o organismo contra infecções.

São fontes de fibra solúvel:

  • aveia;
  • farinha de aveia,;
  • cevada;
  • chia;
  • linhaça;
  • soja;
  • feijão;
  • frutas como limão, banana, laranja, morango.

As fibras insolúveis diminuem a constipação e aumentam o trânsito intestinal. Elas podem ser encontradas em:

  • pães integrais;
  • cereais;
  • alguns legumes;
  • verduras folhosas como a couve, por exemplo.

Com tantos benefícios, já deu pra perceber que a fibra é um excelente aliado da nutrição e da saúde. Baseado nisso, muitos profissionais passaram a incorporar a fibra nos alimentos que fabricam.

Segundo especialistas, a fibra pode substituir facilmente gorduras e açúcares das fórmulas dos produtos devido às características físico-químicas dela. Isso reduz a quantidade de calorias dos produtos sem comprometer as características.

LEIA TAMBÉM:  Manual de como conservar massas

Hoje, o  mercado oferece uma gama de produtos enriquecidos com fibra que vão desde biscoitos a suplementos alimentares. Um levantamento feito pelo Global Market Insights (GMI), apontou que só em 2019, o consumo desse tipo de alimento ultrapassou o valor de U$ 5,3 bilhões de dólares.

E os números tendem a crescer ainda mais, de acordo com o estudo, podendo gerar um acréscimo adicional de 12,5% até 2026, o que indica uma ótima oportunidade para a indústria alimentícia.

 

Para que serve a pectina cítrica?

A pectina cítrica é usada como estabilizante e geleificante de produtos alimentícios. Ela é usada principalmente em:

Ela também pode ser usada como um fármaco, para ajudar nos tratamentos de prisão de ventre e diarreia.

 

Como usar a pectina cítrica em pó?

A pectina cítrica em pó deve ser misturada ao açúcar, adoçantes ou ao suco de limão para não formar grumos ao fazer a sua receita.

Em geral, a quantidade recomendada á na proporção de cinco partes de açúcar/adoçante para uma parte de pectinacítrica em pó.

Como já dissemos, é um ingrediente indispensável para o preparo de geleias caseiras e para conferir uma textura mais gelatinosa e natural a suas receitas.

 


 

Quer saber mais sobre a Pectina Cítrica? Entre no nosso site da Adicel Ingrediente e encontre outras informações sobre o produto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *